Retiro Consciente – (Curitiba – PR – BRASIL) 31 de agosto à 2 de setembro de 2012

(Yoga, Meditação, Ayurveda, Reflexão, Deeksha) Curitiba – PR – BRASIL


Deixe um comentário

Ayurveda: Os Elementos e os Doshas

Procurando uma introdução básica ao Ayurveda para compartilhar, encontrei este artigo e aqui transcrevo o que a autora nos diz:

“Um aspecto literalmente primordial do Ayurveda, os Pancha Maha Bhutas (da raiz, pancha = cinco, maha = grandes, bhutas = elementos).

São eles o éter, o ar, o fogo, a água e a terra.

De suas combinações há a diversidade de composições corporais que dão origem a todos os entes e o cosmo por si é uma interação destas energias. Eles formam três tipos básicos de energia ou princípios funcionais que estão presentes em todos..e em tudo, juntamente com o tempo, o espaço, a alma e a mente no ser humano. É complexo.

Apresento-lhes os tão famosos DOSHAS – Vata, Pitta e Kapha, para os quais não há traduções fora do sânscrito.

Dosha é organização, e enquanto eles se encontram em normais qualidade e quantidade, há harmonia psicofisiológica. Assim que tudo desanda (como é nossa tendência natural) eles são aumentados no corpo, viciam os tecidos e se tornam erro, impureza – que é o sentido real da palavra.

Esta desarmonia leva à doenças e distúrbios, mas estamos falando de saúde…

Os doshas ligam os cinco elementos no corpo vital, trabalham juntos para trazer equilíbrio para o corpo, mente e consciência. É a relação de suas partes com seu propósito em perfeita sintonia. Os três possuem todos os elementos – mas em diferentes proporções.

VATA é éter e ar.

PITTA é fogo e água.

KAPHA é água e terra.

Vata, é a energia sutil ligada ao movimento. Respirar, piscar, movimentar músculos e tecidos, pulsar e todos os microscópicos movimentos das nossas preciosas células. É a criatividade, a flexibilidade! Mas pode se tornar o medo, a ansiedade e nossos movimentos anormais (entenda como quiser).

Pitta é o sistema metabólico que traz homeostase, tais quais, digestão (grosseiramente dizendo = suas enzimas), absorção, assimilação, nutrição, temperatura corporal – enfim, transformações. Vigora o entendimento, a inteligência. Se não há, ai fermentam a raiva, o ciúmes, inveja e inflamações (emocionais e físicas!).

Kapha, provê nossa ‘cola’, coesão molecular, crescimento, abraço. Traz suprimento de água à todas as variadas partes para lubrificar articulações, hidratar a pele e manter viva nossa imunidade. Em total harmonia é a pura expressão do amor, da calma e do perdão…ou, em contrapartida, causa ganância, possessividade e quadros congestivos, mucosos.

..E voltando do ponto de onde fomos gerados, foi criada nossa proporção única, que nos faz sermos Raros, a Prakruti, nossa composição psicofísica e arraigados com hábitos tão ‘DNAmente’ próprios. Mas..como toda faca tem dois gumes, a Vikruti é nosso estado presente, momentâneo de quantidade de doshas. Na saúde, eles estão iguaizinhos; porém se não condizemos com nossa dieta, emoções, estilo de vida, idade, meio ambiente, etc. nos agravamos e viciamos nossa natureza.

Para descobrir sua prakruti e, talvez, sua vikruti, não caia nesses questionários bobos e consulte um terapeuta ou um médico ayurvédico”

Fonte: http://pollydegan.wordpress.com/

Anúncios